Mercocidades co-financiará quatro projetos de cooperação Sul Sul

O Programa de Cooperação Sul Sul de Mercocidades selecionou quatro projetos que acederão a um financiamento de até USD 7.000 (dólares americanos) para sua execução. Trata-se de iniciativas coordenadas pelas cidades de Santa Fe, San Justo, Rosário, e Montevidéu, em conjunto com Córdoba, Tandil, Avellaneda, Medellín, Reconquista, Concepción, Peñanolén e Santiago de Chile


Os projetos foram selecionados pela sua contribuição ao eixo temático principal da convocatória “Governança e Inovação com ênfase na participação cidadã”, assim como aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e a Nova Agenda Urbana. O apoio financeiro deve ser utilizado para cobrir algumas das seguintes necessidades: assistência técnica, intercâmbios de especialistas, estágios, fotos/seminários, capacitação de recursos humanos, elaboração de produtos de difusão e ferramentas de comunicação.

As iniciativas selecionadas são:

“Áreas Metropolitanas”: desafios para sua consolidação num marco de governança”, coordenada por Santa Fe, em associação com Córdona, Tandil, Avellaneda e a Universidade Nacional do Litoral.

Tem por objetivo gerar um espaço para a troca de experiencias em gestão de áreas metropolitanas, mediante a socialização de boas praticas entre distintas cidades de Argentina com o apoio de um especialista na matéria.

“Atenção integral e primeiras infâncias: políticas públicas para as crianças de Medellín e San Justo”, coordenada por San Justo em associação com Medellín.

O projeto procurará contribuir ao cumprimento do ODS Nº4: garantir uma educação inclusiva, equitativa e de qualidade e promover oportunidades de aprendizagem durante toda a vida para todos. O objetivo específico é trocar experiências sobre políticas públicas locais para a primeira infancia e educaçao pré-escolar de qualidade, a fim de que estejam preparados para o ensino primário

“Ilha de Calor Urbana”: impacto nas políticas de planificação e desenho urbano. Oportunidades de adaptação e mitigação das Mundanças Climáticas”, coordenado por Rosário em associação com Reconquista, Concepción, Univerisdade Nacional de Rosário e o Centro de Engenheiros de Rosário.

A iniciativa se propõe sensibilizar e conscientizar a funcionários técnicos sobre o fenómeno Ilha de Calor Urbana, suas causas, consequências, impactos na saúde e no conforto da população, medidas de mitigação e adaptação (junto a exemplos bem sucedidos da cidade de Rosário) através de capacitaçoes para 80 pessoas, técnicos municipais nas localidades mencionadas.

“Hacia un Municipio Intercultural” coordinada por Montevideo, en asociación con Peñalolén, Santiago de Chile, Asociación Idas y Vueltas, el Departamento de Extranjería y Migración de Chile, y el Núcleo de Estudios Migratorios y Movimientos de Población, de la Facultad de Humanidades de la Universidad de la República del Uruguay.

“Rumo a um Município Intercultural” coordenada por Montevidéu, em associação com Peñalolén, Santiago de Chile, Associação Idas e Voltas, o Departamento de Serviços de E strangeiros e Migração de Chile, e o Núcleo de Estudos Migratórios e Movimentos de População, da Faculdade de Humanidades da Universidade da República O. do Uruguai.

O objetivo principal do projeto é aprofundar sobre a experença de aqueles que ja vêm desenvolvendo açoes para uma melhora na politica de migraçao, defendendo os direitos das pessoas refugiadas, deslocadas e migrantes. Aplicar esses conhecmentos no Muncípio b de Montevidéu para que no futuro possa replicar-se e chegar a cobrir todo o território uruguaio. Como objetivo especifico se propõe lograr a certificação de qualidade do Selo Migratório, para o município

O financiamento dos projetos se realiza com fundos próprios de Mercocidades e conta além disso com o apoio económico e técnico do Banco Interamericano de Desarrollo e da AUCI.

A convocatória Sul Sul é uma das linhas de acção do Programa de Cooperaçao Sul Sul, que também realiza cada ano uma capacitaçao anual para a formulaçao de projetos regionais.

O Programa tem por objetivos promover, conferir visibilidade, formalizar e sistematizar ações de cooperação e intercambio entre governos locais de Mercocidades, em conjunto com outras organizações sociais e entidades acadêmicas.

2018-12-28T14:23:46+00:00 27.11.2018|Noticia|